“A Sociedade dos Poetas Mortos “

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

       

 

O filme Sociedade dos poetas mortos, lançado em 1989, que consagrou o lema Carpe diem, expressão latina que significa “Aproveite o dia”. O professor de literatura John Keating, interpretado com maestria por Robin Williams, ensina a seus alunos que é preciso viver com intensidade cada dia que lhe é dado, cada momento que lhe é concedido, para dar valor à sua existência.

A Sociedade dos Poetas Mortos: O filme “Sociedade dos Poetas Mortos” mostra as relações de um professor e ex-aluno da Welton Academy, vivido por Robin Williams, com uma turma de adolescentes cheios de sonhos e vontade de viver intensamente. Entretanto, encontram-se inseridos em um sistema acadêmico rígido e autoritário, não permitindo-os, com o pleno auxílio de suas famílias, buscarem outras oportunidades externas às impostas pela instituição de ensino preparatória para a universidade, referindo-se a atualidade brasileira, seria uma escola secundarista técnica.
A quebra dos estereótipos educacionais proposta pelo professor em questão, John Keating, remete os alunos a novas possibilidades e visualizações acerca do mundo em que vivem, ou que deveriam viver. Isso faz brotar nos jovens novos sentimentos, sempre com o insistente auxílio de John Keating pela quebra de barreiras impostas pela sociedade, família e instituição, o que fica bem claro com a morte da personagem Neil Perry, que se remete à vida enquanto ela ainda lhe oferece possibilidades de proveito a cada momento, relação direta com uma frase muito usual na trama: Carpe Diem (aproveite o dia). Ela é sacrificada em suicídio pela causa mais justa relatada no filme, a truculência contra os anseios pessoais e imposições profissionalizantes, educacionais, capitalistas, enfim, que são expoentes da sociedade global mundial. Nos 129 minutos de filme, são mostrados a importância dos sentimentos humanos que superam quaisquer imposições sociais, é o íntimo de cada pessoa sendo mais valorizado que as regras impostas pelo coletivo, é a quebra para a renovação. Entretanto, a aparente quebra de regras, mostradas como sendo o eixo central da trama, se contradiz com a própria formação da Sociedade dos Poetas Mortos, onde todos têm que ler poemas, produzir versos, reunir-se em horários definidos, entre outras, para se tornarem membros efetivos. A Sociedade referencia poemas de autores renomados e dos próprio personagens, como sendo renovadores e estimuladores de ações e pensamentos.

Anúncios

6 respostas para “A Sociedade dos Poetas Mortos “

  1. Um líder que conquista a confiança sem esforços, em vez de impor, não os faz “engolir” todas as informações ele os faz pensar e gostar de pensar.
    A tradição perde o encanto, o aproveitar cada dia se torna mais importante, ír atras do sonho.

    Pryscilla Macedo

  2. Sonia Regina de Oliveira disse:

    O Filme a Sociedade dos Poetas Mortos apresenta cenas que nos inspiram sobre a liderança. Ao contrario de muitos lideres o professor formava líderes com visões individuais e não apenas seguidores das ja existentes. A Este professor é um exemplo maravilhoso de lider carismatico e O líder-coach pois alem de inspirar em seus liderados a
    confiança ele cria condições para que os mesmos se desenvolvam.

  3. Pryscilla disse:

    Oque dizer dessa obra,
    Vontade de entrar no filme e viver como eles estão vivendo.
    Realemente um lider que nasceu lider, sem esforço simplesmente ele é.

  4. Claudia Magalhães disse:

    O intuito é formar lideres, mostrar os ensimamentos e dar coragem para que sejam melhores, mas ensinando de uma forma que todos acabando aprendendo sem medo.
    Mostra que devemos pensar diferentes!

  5. Sonia Regina Andrade Maximo disse:

    O filme ” A Sociedade dos Poetas Mortos” fala de um professor que tinha uma liderança, com isso ele mostrava aos seus alunos que eles poderiam ter uma visão diferente do mundo. Quebrando regras da instituição, eles tiveram novos sentimentos e desafios. O lider em si tem que ser uma pessoa agradável, para propor confiança as pessoas que estão a sua volta e desenvolver a sua liderança.

  6. Chrisiane Aparecida da Silva Nali disse:

    Este é um outro filme qua ainda não tive oportunidade de ver, mas pelo desencolvimento dos comentarios da para perceber que se trata de um filme onde mostra que devemso quebrar barreiras e sempre ser humano, que se remete à vida enquanto ela ainda lhe oferece possibilidades de proveito a cada momento como se não existice o amanha, procurar sempre confiar em si mesmo sabendo que tudo é possivél.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s